Pelo menos toda preguiça será perdoada

A semana foi puxada: bastante trabalho, noticiário difícil, cada vez mais percebemos a morte por covid se aproximando das pessoas que conhecemos, parentes de amigos, colegas…

Chega então o final de tarde de sexta-feira e você pensa que fora desse caos instalado estaria se perguntando: vou ou não até a academia, para queimar toda caloria que abusei nessa semana tensa e já adiantar para as extravagâncias que pretendo fazer no final de semana?

Essa pergunta ia rondar a cabeça por minutos, horas talvez. A gente olha para fora, vê que está escurecendo, sente aquele friozinho. O corpo cansado da compra no mercado seguida pela nova rotina de lavar tudo como roupa nova que precisa daquele cuidado especial lavando à mão.

Vamos ser honestas: tem dias que é bom não precisar arrumar desculpas para não ir à academia. Você pode simplesmente recostar-se no sofá e escolher uma nova série para maratonar. Assim, sem culpa, sem pensar na mensalidade da academia paga que não foi usada a semana toda.

Claro que tem o lado negativo – como o ritmo da atividade diminuiu, vai levar um tempão até o corpo voltar à boa disposição e à velha forma, a retomar o cuidado com a saúde como deve ser. O plano de retomar as corridas de rua será adiado. Mas isso é algo para se pensar depois. Depois que a loucura acabar, depois que passar a pandemia, depois que entendermos que o novo normal já é, de certa forma, parte do depois. Ainda assim, é sexta à noite e não vai pensar nisso agora. Só depois.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*